domingo, 16 de maio de 2010

Aceitar o diferente. Aceitar o outro.

Eu estava assistindo "O Sorriso de Monalisa" mais uma vez e fiquei pensando sobre como temos uma visão pequena das coisas, sobre nosso egoismo que nos leva a crer q o nosso modo d pensar eh o certo.
A professora no filme nao se conforma (inicialmente) com a escolha da aluna de se casar e ser exclusivamente esposa ao invés de conciliar o casamento com uma faculdade d direito. Ela, assim como nós, não entende que as outras pessoas têm prioridades diferentes, pensamentos diferentes e podem sim, escolher caminhos diferentes pra suas vidas.
Eu, sinceramente, acharia bobagem uma amiga me dizer q iria largar a profissao ou a faculdade pra se casar e ser exclusivamente esposa e mãe. Não conseguiria entender inicialmente o porquê d uma pessoa largar algo q gosta de fazer se pode muito bem conciliar as coisas... maaas... pensando bem... quem disse q essa amiga gosta tanto assim daquilo? quem disse q ela nao "nasceu" pra ser dona d casa? quem sou eu pra julgar o q uma pessoa escolhe para o seu futuro? quem sou eu pra achar motivos alheios menos importantes?
Deveriamos pensar melhor antes d julgar as escolhas das pessoas... antes d achar q as pessoas pensam pequeno! Afinal, o nosso pequeno pode muito bem ser o "grande" pra elas!
E é lógico q eu me incluo nessas pessoas q devem aprender a conviver com pensamentos diferentes... quero tentar eliminar os tais preconceitos, tentar tratar o diferente d forma diferente!
Eliminar modelos de vida, modelos d ser.
Vamos tentar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário