sexta-feira, 28 de maio de 2010

Meu mundo tá fechado pra visitação ♫



Coisas que eu sei - Danni Carlos ( Dudu Falcão )

"Eu quero ficar perto de tudo que acho certo até o dia em que eu mudar de opinião. A minha experiência, meu pacto com a ciência, o meu conhecimento é minha distração. Coisas que eu sei... eu adivinho sem ninguém ter me contado. Coisas que eu sei... o meu rádio relógio mostra o tempo errado. Aperte o play. Eu gosto do meu quarto, do meu desarrumado, ninguém sabe mexer na minha confusão. É o meu ponto de vista, não aceito turistas, meu mundo tá fechado pra visitação. Coisas que eu sei... o medo mora perto das idéias loucas. Coisas que eu sei... se eu for eu vou assim, não vou trocar de roupa. É minha Lei. Eu corto os meus dobrados, acerto os meus pecados, ninguém pergunta mais depois que eu já paguei. Eu vejo o filme em pausas, eu imagino casas, depois eu já nem lembro do que eu desenhei. Coisas que eu sei... não guardo mais agendas no meu celular. Coisas que eu sei... eu compro aparelhos que eu não sei usar. Eu já comprei. Às vezes dá preguiça, na areia movediça, quanto mais eu mexo mais afundo em mim. Eu moro num cenário do lado imaginário, eu entro e saio sempre quando eu tô afim. Coisas que eu sei... as noites ficam claras no raiar do dia. Coisas que eu sei... são coisas que
antes eu somente não sabia... Agora eu sei..."







Só quero o que me faz bem todo dia!
O resto é melhor deixar de lado...

=)

domingo, 16 de maio de 2010

Aceitar o diferente. Aceitar o outro.

Eu estava assistindo "O Sorriso de Monalisa" mais uma vez e fiquei pensando sobre como temos uma visão pequena das coisas, sobre nosso egoismo que nos leva a crer q o nosso modo d pensar eh o certo.
A professora no filme nao se conforma (inicialmente) com a escolha da aluna de se casar e ser exclusivamente esposa ao invés de conciliar o casamento com uma faculdade d direito. Ela, assim como nós, não entende que as outras pessoas têm prioridades diferentes, pensamentos diferentes e podem sim, escolher caminhos diferentes pra suas vidas.
Eu, sinceramente, acharia bobagem uma amiga me dizer q iria largar a profissao ou a faculdade pra se casar e ser exclusivamente esposa e mãe. Não conseguiria entender inicialmente o porquê d uma pessoa largar algo q gosta de fazer se pode muito bem conciliar as coisas... maaas... pensando bem... quem disse q essa amiga gosta tanto assim daquilo? quem disse q ela nao "nasceu" pra ser dona d casa? quem sou eu pra julgar o q uma pessoa escolhe para o seu futuro? quem sou eu pra achar motivos alheios menos importantes?
Deveriamos pensar melhor antes d julgar as escolhas das pessoas... antes d achar q as pessoas pensam pequeno! Afinal, o nosso pequeno pode muito bem ser o "grande" pra elas!
E é lógico q eu me incluo nessas pessoas q devem aprender a conviver com pensamentos diferentes... quero tentar eliminar os tais preconceitos, tentar tratar o diferente d forma diferente!
Eliminar modelos de vida, modelos d ser.
Vamos tentar.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Problemas

Semana passada eu fiquei doente a semana toda e ficava pensando a todo momento o quanto seria bom estar saudavel... aí comecei a pensar q sempre q temos algum problema pensamos somente em estar livre dele, mas qndo nao estamos com aquele problema nao damos valor a essa "ausencia"! Por exemplo, uma simples unha q descola causa um "puta" incômodo e lembramos dela o tempo todo... mas qndo esta tudo ok nao pensamos nem mesmo na existencia da unha! (a nao ser pra olhar o esmalte kkkkkkkkkkkkk)
No fim das coisas acho q a gente é assim com todas as coisas na vida... o q nao incomoda nao eh lembrado! É claro q tem um monte d coisas pelas quais eu agradeço todo dia, mas tem milhoes de dadivas q eu recebo q com ctza nem me dou conta e, se dou, esqueço d agradecer, d dar o imenso valor q merece... A gente se foca tanto nos problemas q esquecemos q tem muitas coisas na nossa vida q estao bem!
Hoje eu desejo q a gente pare d se acostumar com as coisas boas, q a gente lembre q tem aqueles 1001(na verdade, acho q bem +) motivos pra sorrir mesmo com 1000 pra chorar.
Agradeço aos meus pais por terem vindo me ver semana passada e me ajudaram a lembrar q a doença nao era tao ruim assim pra mim, q eu poderia superar e q teria pessoas me ajudando a fazê-lo. Agradeço às minhas amigas pela preocupação e ajuda. Agradeço por ter melhorado \o/!
Agradeço por tudo q eu tenho, por todas as pessoas! Agradeço aos meus problemas q me fazem lembrar por um momento o quanto é bom estar sem eles!
Agradeça.
Just be happy! :D

domingo, 9 de maio de 2010

Nossos pontos finais...

As vezes vc vira pra si msmo e diz q algo acabou, q aquilo nao eh o melhor pra vc... q foi bom enquanto durou, mas q eh passado... q nao faz parte mais da sua vida!
Bobageeeem... a gente se esquece q uma das coisas mais gostosas da vida eh recordar!!!
Recordar o q eh bom, o q t fez bem, o q t provocou sorrisos, o q t fez sentir prazer... recordar abraços, carinhos, sorrisos, conversas, recordar brigas (pq nao?), recordar erros e acertos... Recordar é aprender! E tem várias formas d recordar né... reviver somente na mente ou reviver msmo, sentir tudo d novo, td NOVO...
Eu sou a favor d recordar, da maneira q convém no momento, da maneira q faz bem...
Pq nao quero pontos finais! Quero reticencias ou, no mínimo, exclamaçoes!
Quero reviver e viver!
Quero aprender. Sempre.